Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Simples ato de Amar

Guarde as lembranças
Guarde os mimos
Guarde os segredos compartilhados
Guarde tudo no baú do tempo,
pois essas serão as únicas coisas
que restaram no infinito tempo.

O amor, a vida, a doação,
os segredos, os risos, as alegrias,
essas se findaram no exato momento
que você não soube valorizar,
só soube brincar com os sentimentos
de quem só queria amar.

Mas essa mesma luz que um dia
o iluminou não brilha tão intensamente
como antes, mas sendo luz ela brilhará novamente,
pena somente que você não soube dar valor
a essa luz que ofuscou em sua direção.

Como os novos horizontes a vida segue seu rumo,
não como queremos, mas a meta da felicidade
é seguir sempre em frente, rumo a direção dos
que realmente sentem seu coração brilhar.

Quem sabe um dia entenderei aonde
o facho de luz se rompeu.
Quem sabe um dia o reflexo poderá me responder.
E mesmo assim se não o fizer, valeu a pena
doar, porque na doação somos o que somos,
não fingimos, não usamos máscaras.

Felizes os que se dão pelo simples ato de amar,
infelizes os que não sabem valorizar.

Sandra Wajman Grüner
Sandra Wajman Gruner
Enviado por Sandra Wajman Gruner em 21/04/2006
Código do texto: T142586
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sandra Wajman Gruner
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
116 textos (7133 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:14)