Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A MORTE DE UM LÍRIO


Assisti à morte de um Lírio
Num altar de imensa saudade
A sua agonia não tinha palavras
E essa é uma parte da minha verdade
Sem sequer um gemido
Ou um mero estertor
Só quando o vento o levou
Senti que tinha morrido com demasiada dor
Uma dor demasiado perto
Que o tinha secado lentamente
Roubara-lhe o sol e a terra
E impedira-o de perpetuar a sua semente
Semente da mais pura alegria
Ela era tudo, era a razão do seu ser
O segredo da sua magia

Assisti à morte de um Lírio

No meio do mais horrendo pavor
A flor eras tu
A semente nós
A que um dia chamámos amor
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 21/04/2006
Código do texto: T142662

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5078 textos (170361 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:10)
Miguel Patrício Gomes