Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Disperso na Agonia



Noite chuvosa,
De solidão,
De tristeza e de alegria.

Manto negro, lacrimoso,
Entrelaça-se em meu ser,
Aconchega-me calorosamente
Com sua frieza,
Com seu desespero.

Conduzi-me a insanidade,
Rasga meus tímpanos
Com teus gritos de tristeza,
Faz-me chorar com tua melancolia.

És tão pura,
E tão sentimental,
Que refugiar-me
Em teu sofrimento,
É fazer parte dele,
É conhecer a mim mesmo
É tentar compreender... Enlouquecer...

No infinito de teu obscuro
Sinto-me
Liberto, simplificado.
Como és bela!

Chego a quere rasgar
Meus pulsos,
Derramar este sangue desgraçado,
Sentir tuas lagrimas
Nessa carne miserável
Sentir tua magnitude
Desesperando meu ser,
Na árdua e dolorosa psicose.

Como és linda, esplendorosa.
Deixa-me ao teu lado,
Não és falsa e nem humana.

Noite chuvosa,
De solidão e desgraça
De morte e vida.



 






Moizaniel
Enviado por Moizaniel em 22/04/2006
Código do texto: T143344
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Moizaniel
São Luís - Maranhão - Brasil, 27 anos
11 textos (487 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:46)
Moizaniel