Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NADA PARA DIZER



Sem muito querer,
Escrevo alguns prazeres.
Sem querer escrever,
Porque não sei dizer,
O que sente o prazer.

Continuo desinteressado
Não sei se interessa
O que pra mim na verdade
Não passa de banalidade.

Posso escrever um livro
Como quem se alimenta
Mato apenas a fome
De quem por mim se interessa.

As letras me somem da vista
Faço palavras soltas
Junto algumas virgulas
Como quem junta dinheiro.

E assim nada vai saindo
Mas cabe uma interpretação
Fazer valer umas frases
Como que lê algo de bom.


De tudo que escrevi
Valeu a sinceridade
Nada quis dizer
Que valesse ser lido.

Sinto muito prazer
No simples fato
De alguma forma
Não saber o que dizer.

Quando o marasmo da falta de inspiração
não impede o ato de escrever,
a gente escreve algo que não precisa ser lido.

Jose Carlos Cavalcante
Enviado por Jose Carlos Cavalcante em 25/04/2006
Código do texto: T145068
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jose Carlos Cavalcante
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
732 textos (54104 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:25)
Jose Carlos Cavalcante