Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DECEPÇÃO = TÂNIA AILENE

DECEPÇÃO
TÂNIA AILENE

Porque tanta ilusão?
depositada em um ser
que mal sabe o que é amar...
Te esperei, aguardei, sofri,
como criança te quis...
Desilusão, doída, magoada
peito dilacerado, corpo cansado...
Nada importa
o meu pranto calado
ou gritar aos quatro cantos ...
O vento vai levar meu choro até você.
Decepção!
Acreditei no sonho
me deparei com a realidade
dura, crua, fria, amaldiçoada.
Como fui ingênua, romântica, infantil.
Satisfeito seu ego?
Saber que ainda poderia iludir alguém...
Hoje estou mal
o sonho acabou
o meu pensar não quer lembranças...
Amanhã será jamais
porém com certeza vou amar muito mais...
Na espera da integridade
realizarei as promessas de vida
consumada ,aguardando o melhor...
Se voltar, será para sempre
e vai ter que lutar para ter
o que foi teu de direito e fato.
Provar que quer?
Deseja?
Eu sei do meu valor
trago comigo o maior dos amores
mais não para ser enganado...
Se achar que deve e quer volte!

20/02/2006
TÂNIA AILENE


umnovoencontromusical.com/roberto-carlos/RobertoCarlos-Voce-UNEM.mid
Tânia Ailene Nua Poesia
Enviado por Tânia Ailene Nua Poesia em 28/04/2006
Reeditado em 20/07/2011
Código do texto: T146599

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Ailene Nua Poesia
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
886 textos (30278 leituras)
28 áudios (1362 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 09:02)
Tânia Ailene Nua Poesia