Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A DÚVIDA DE UM ZÉ

A dúvida! Que crueldade
Principalmente agora
Nesta tênue idade
Não há espera, nem demora
Para escolher ou trocar
Trocar os pingos pelos "is"
Seria mesmo o correto?
Tenho certezas mortas sabia?
Das quais afligem minha alma

* * *

Meu futuro e destino
Somente, pode ser decidido
Por este que com vós escreve
E a cada segundo que se passa
Nossa morte se aproxima mais
As idéias mais que desabituais
Transformam-se em
Meras árvores infrutíferas
E deixam milhares ao léu

* * *

Observo acima mais um
Outro arranha-céu, gigante!
Obra magnifica da engenharia moderna
Será que quantos como eu
Simplórios jornalistas
Já adentraram nela?
Quantos casos de amor?
Quantas brigas infâmes?
Histórias infindáveis

* * *

Andando entre o
Separador das avenidas,
Preciso agora escolher
Um caminho para seguir
No meio, ali parado, me noto observado
E pior. Sem direção.
Norte ou Sul?
Eu só preciso de
uma intuição mais forte.
José Luís de Freitas
Enviado por José Luís de Freitas em 28/04/2006
Reeditado em 24/11/2009
Código do texto: T147065

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Luís de Freitas
Diadema - São Paulo - Brasil, 32 anos
466 textos (177555 leituras)
28 áudios (28228 audições)
1 e-livros (111 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:47)
José Luís de Freitas