Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INCERTEZA

Não sou mais dono de mim
Nem tua vontade possuo
Se me amas?... Duvido
Me divido ao pensar assim
estraçalhado ardo ne chama do ciúme
quero ser forte e ...fraquejo
Quero viver e aos poucos morro só
Caminho sem rumo, tropeçando
nas sombras de teu passado
confuso e semi-louco
no escuro não encontro respostas
neste dilema vou clamar ao vento
pelos algozes que riem sem escrúpulos
acossado por experiências de outora
sei que nada disso vai adiantar
o melhor é sumir no redemoniho de folhas secas
vadias por viverem sem justiça
Irriquietas e desprezadas
Amarelas por estarem tão sós
JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES
Enviado por JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES em 01/05/2006
Código do texto: T148749
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES
Eldorado do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil, 54 anos
216 textos (80354 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:37)
JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES