Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Menina Pretinha


A tribo está de luto
A mãe chorou
O solo ficou bruto
O feijão ficou duro
O milho murchou

A aldeia entristecida
Correu compadecida
Até as margens do rio
O tumbeiro partiu
Sem nenhum aceno sumiu

As lagrimas rolou
Da menina pretinha
Que o navio levou
E quando aportou
Foi logo acorrentada
E sendo apalpada
Foi vendida como escrava
A futura Rainha Nagô

Os anos se passou
E a menina pretinha
Transformou-se
Nessa que pede no sinal
Que vende doce em troca de real
Que é mãe aos treze
Que para de estudar aos doze
Que aos onze já esqueceu de sonhar

É! Menina.
A lua te olha tristonha
Mas fica ansiosa
Pois não ver a hora de você reinar.
Assumir sua marca quilombola
Assumir as suas linhas na história
E ver seus olhos brilhar.

10/02/2005



MJIBA
Enviado por MJIBA em 05/05/2005
Código do texto: T14893
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MJIBA
São Paulo - São Paulo - Brasil, 33 anos
26 textos (3237 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:33)
MJIBA