Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DA FORÇA DOS TEUS BRAÇOS




Da força dos teus braços,
Do suor do teu rosto,
É que te nascem os traços,
Do fogo quando é posto.

Real fragrância a deduzir,
Do cenho que constrói,
A semente que há-de vir,
Da certeza, enquanto dói.

E fazes jus, à tua acção,
Que homem só tem valor,
Quando é sua a convicção,
Da verdade ao seu dispor.

Mas ai, ergue-te, ó homem,
Não te negues à evidência!
Se medos há e te consomem,
Ei-los que são por tua ciência.


Jorge Humberto
(02/09/04)
Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 02/05/2006
Código do texto: T148985
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 50 anos
2622 textos (66676 leituras)
22 áudios (937 audições)
13 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:56)
Jorge Humberto