Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amei,sofri...imagem de uma idade

Cada vez que vejo a aurora,
sinto voce bem mais proximo do meu passado,
foram momentos de alegria , tristeza e transtornos.
Porque ficas a perturbar o meu ser,como um escorpiao pronto a atacar?
porque nao deixa meu sangue jorrar,sobre toda minha crendice,
que depositei em voce?
Já nao adianta mais...

Já se passaram os anos,
e continuo a lembrar de voce,
como algo indistinto ,fantasmagorico,
mas tao utopico como o passado.
Minha memoria ja nao lembra o seu sorriso,
e espero todos os dias,
que a ultima esperança morra,
dentro de mim sozinha,
pelo menos voce nao estará presente.

Aqui jaz as palavras do meu sofrimento:
''O instante morreu,
sentado no cume do monte,
agaurdando a volta da liberdade,
como se fosse...
como se fosse...
todo o seu sangue''.
POETA JOSE MARIO DANTAS
Enviado por POETA JOSE MARIO DANTAS em 06/05/2006
Reeditado em 06/06/2017
Código do texto: T151390
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETA JOSE MARIO DANTAS
Caicó - Rio Grande do Norte - Brasil, 43 anos
129 textos (6434 leituras)
1 áudios (19 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/17 02:59)
POETA JOSE MARIO DANTAS