Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O pranto do vigário

Porque choras nascituro? Se o pranto é o estado
e o espírito ainda não te absorveu e por isso
eu sorrio e danço nas fábulas que não te conto
do vigário que sei exumar-se de minha comissura

© Luís Monteiro da Cunha
Luís Monteiro da Cunha
Enviado por Luís Monteiro da Cunha em 08/05/2006
Código do texto: T152321

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Luís Monteiro da Cunha). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luís Monteiro da Cunha
Portugal, 54 anos
36 textos (837 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:02)
Luís Monteiro da Cunha