Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POR QUÊ?

Não sei quem sou eu nessa imensidão...

As coisas acontecem mesmo sem eu querer,
os olhos desmentem o que o coração quer dizer,
a razão entorpecetodo o meu ser,
minha mão pega na sua e faz aparecer...

Minha mão em seu rosto é a verdade de um dia,
um dia que você tentou me esconder,
seu choro é o espelho de um coração machucado,
que um dia mentiu mas nem sei porquê...

Sou o seu dia e a sua noite,
sou a sua mente e consciência,
sou a mentira de suas verdades,
sou o sonho e dos seus pesadelos...

Sou a paz da guerra,
sou eu quem proporciona a você o descanço,
sou eu quem lhe dou o dia,
sou eu quem enche seu coração de coragem...

Sou a guerra da paz,
sou a rosa do jardim,
sou a comida dos famintos,
sou a água dos sedentos...

Mas assim mesmo você sempre me esquece...

Por quê?

Lembre-se que um dia tem vinte e quatro horas,
vinte e quatro horas que criei para ti,
mas de vinte e quatro horas você não arranja um minuto pra mim...

Sou eu que nas suas fraquesas te levanta,
sou eu que no seu cansaço te carrego,
sou eu que na sua fome te alimenta,
sou eu que no seu frio te esquenta...

Sou eu quem sacrifiquei o corpo eo o espírito,
mas é você quem reclama das dores...

Por quê?

Sei que a vida não é fácil,
mas sei que não é difícil,
quantas vezes pensou em tirar sua própria vida
quando eu sacrifiquei a minha por você?

Por quê?

Pare...

Pense...

Reflita...

Ore...

Responda...

Por quê?
Bambanzinha
Enviado por Bambanzinha em 08/05/2006
Código do texto: T152727

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Bambanzinha
São Paulo - São Paulo - Brasil, 32 anos
72 textos (50177 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:33)
Bambanzinha