Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O alambique fantasma

        Passou a vida toda destilando
Pinga insossa e vinho aguado
Cerveja sem gosto
Contudo, ninguém deixa morrer
Sua caduca e já velhaca memória

Usado para temperar meras festas
Que celebram o quê?
Está escrita a palavra “libertação” em seus cartazes
Mas se libertar do quê?
Somente vendem diversão
A um preço injusto

De tão velho faleceu
Assim como a alegria dos jovens
Essa morta desde cedo
Um espectro, uma sombra somente
Uma foto de lápide
José Marcelo Siviero
Enviado por José Marcelo Siviero em 13/05/2006
Código do texto: T155294
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Marcelo Siviero
Araras - São Paulo - Brasil
19 textos (972 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:27)
José Marcelo Siviero