Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RIO ZÊZERE

RIO ZÊZERE
Victor Jerónimo

Rio Zêzere bravo e manso
Que nasces em tão bela serra
Tens contigo o encanto
De uma bela donzela.

No verão quase secas,
No inverno és turbilhão.
És beleza quando cansas
És terror feito zangão.

No verão todos te buscam
Em tuas aguas se refrigeram,
No inverno admiram
Tua força destruidora.

Corres entre salgueirais
Saltas por cima de fragas,
Regas milheirais,
Dás comer às tuas damas.

Minério lavam em teu leito,
Barragens te sugam o mel,
Alimentas a capital do reino
Geras força para o bem e para o mal.

Por fim exausto e cansado
Terminas no grande rio
Que passa na capital.
Victor Jerónimo
Enviado por Victor Jerónimo em 08/05/2005
Código do texto: T15593
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Victor Jerónimo
Recife - Pernambuco - Brasil, 67 anos
82 textos (5697 leituras)
4 e-livros (176 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:42)
Victor Jerónimo