Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CHOVE NA MINHA ROÇA  (Vilancete)


(mote)

O dia passa calado,
O vento vai avoado.

Tudo fica para trás,
Virando o dia na vida,
A lua nasce escondida,
Será que seja um castigo?
Olhar e ficar contigo?
Vê e não ficar calado,
Sentir o vento avoado.

Tristeza se não chover,
O sol quente faz penar,
Seca tudo até danar,
A roça vai se perder.
Tem que rezar e benzer
As nuvens do meu alado
Chega o vento avoado.

Ouço o sapinho cantar,
E Grita que vai chover!
Fico feliz para ver,
O sol quente se esfriar,
Pinga-pinga vai molhar,
Meu sorriso fica alado,
O vento vai avoado.




ERASMO SHALLKYTTON
Enviado por ERASMO SHALLKYTTON em 17/05/2006
Reeditado em 06/10/2011
Código do texto: T157928
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ERASMO SHALLKYTTON
Caxias - Maranhão - Brasil
4168 textos (2054833 leituras)
1 áudios (971 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:05)
ERASMO SHALLKYTTON

Site do Escritor