Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Farol apagado

Hoje já não sei quem sou
acredite!
O medo instalou-se
tomando de assalto minhas entranhas...
Um turbilhão de demônios sorridentes
faz graça na minha mente
hoje demente,
acontecimentos latentes.
Embora durma sobre a insensatez
os pesadelos medonhos desfilam
sob nuvens negras
um buraco sem fim...
A vida, um fio de amargura
próximo à tênue linha do desespero
os monstros ora instalados
foram outrora brinquedos...
Árduo caminho a percorrer
insano desejo de viver
não basta o amnhecer
o silêncio dos loucos clama!...
Apavorado sinto escorregar
onde segurar me escapa
é tua mão que procuro
em teus braços refugiar-me...
Jamaveira
Enviado por Jamaveira em 18/05/2006
Reeditado em 06/08/2006
Código do texto: T158125
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jamaveira
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 62 anos
1943 textos (95972 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:19)
Jamaveira