Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Indignação

 Essa é uma poesia que fiz sensibilizado por esses seres que habitam os lixões.

"Indignação"

Uma menina doente

Estende-me o olhar suplicante

E espeta em minh'alma

A dor de sua inocente revolta.

 

-Indigno é o mundo para ti, menina dos olhos tristes!

 

Vê ali adiante as dunas

E deleta de tuas retinas

Aquela montanha de entulhos

Que macula o horizonte.

 

Sente no ar o "fumus bonus"

Do almíscar e da lavanda

E ignora a fumaça ácida

Deste vulcão ignóbil.

 

Lá estão os condores e a harpia

Não, não espia pra esses urubus agourentos

Em rasantes vôos espiralados.

 

Ouve o lamento afônico

Das fontes subterrâneas

Envenenadas de nitritos

E, só por um momento,

Esquece o chorume gosmento

Que escorre desses detritos.

 

Se o inferno de Dante revive

Chora, esperneia, grita

Mas, sobretudo, sobrevive

A esse caos que te limita!


Edmar Claudio
Enviado por Edmar Claudio em 20/05/2006
Código do texto: T159415
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edmar Claudio
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
217 textos (25401 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:45)
Edmar Claudio