Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A QUEDA DO PAJÉ

Do píncaro da glória
caiu o pajé:
Faltou-lhe pulso
faltou-lhe fé.
A tribo
negando-lhe
resposta aos sinais,
desceu-lhe o véu da noite!
Aquela bondade exuberante,
aqueles acenos- deleites
de calor – aonde estão?
E aquela necessidade de reafirmação?...
O desafio do desabafado peito
entorna tristes alegrias,
outrora, visíveis nos dentes cerrados
e nos aplausos das praças!
Por um instante pairou o requinte:
-“A certeza de que tudo estava bem!”
O ano passou esfuziante
contornando o caminho por que
não esperava contemplar a solidão!
Lutou para retomar o espaço,
afundando com mais força
a tribo enjeitada.
Faltou-lhe pulso forte,
peito garrido!
Como peça de xadrez
um por um foi engolido.
O que restou da intentona,
não foi tão suficiente
para recompor o quadro:
- O pajé caiu e a tribo “sorriu”!...
Zecar
Enviado por Zecar em 10/05/2005
Reeditado em 20/07/2016
Código do texto: T16045
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zecar
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
249 textos (20144 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:00)
Zecar