Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CLÍNICA DE LOUCOS

Podium de loucos trabalhados,
produzidos, aperfeiçoados, lapidados,
insanos, escolásticos, empertigados,
resenha enfática, empáfia mortífera;
azar da pressão, enervante coma social;
câmara mortífera amofinada,
na solitária mente manietada.
Quem os loucos são, que nem sabem,
se não os sabem loucos encruados
nas algemas das fobias encarceradas?
- Exótico poder têm os homens
de fazer loucuras e entregarem loucos...
loucos acorrentados em bisnagas
narcotizantes, encalhadas na
tensão neurótica dos lábios pesados.
Esqueléticos de amarelados sorrisos,
nauseante torpor franzido na testa
do perdulário convento de
contagem regressiva, que o corpo
corre aquém, para alcançar
o tempo dos “czares”- epitáfio lacônico!
Por que loucos são esses
e não os que os fazem?
Certamente, também os são
de ideia fixa e polpuda fantasia;
- Patomimia – clínica de loucos.


Zecar
Enviado por Zecar em 10/05/2005
Reeditado em 20/07/2016
Código do texto: T16054
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zecar
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
249 textos (20151 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:59)
Zecar