Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MARIA PUTA.

Lá nos confins do serrado,
Ouve-se um choro,
Não um chorinho de violão,
Tampouco de sanfona ou viola,
Um chorinho de recém-nascido.

Uns segundos de vida,
Já apanha da parteira,
Uma vida inteira,
Apanhando do mundo,
Desperta,
Nos sonhos,
Nos pesadelos.

Sua Graça Maria,
Sua desgraça
Foi nascida mulher,
Cobiça dos moleques,
Cobiça dos homens,

Sua graça Puta,
Sua desgraça
Foi nascida pobre,
Lá nos confins
Da grande cidade,
Ouve-se um choro,
Um chorinho
De Maria Puta.

(D’Eu)

Sidnei Levy
Enviado por Sidnei Levy em 10/05/2005
Código do texto: T16105
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sidnei Levy
Campinas - São Paulo - Brasil, 71 anos
298 textos (20822 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:21)
Sidnei Levy