Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pomar Do Meu Passado



Cada árvore, cada ano
Cada folha um engano
Mas, no fruto: As sementes
Bulbos germinam insistentes

A laranjeira deixou-se apodrecer
Por falta de amor e bem-querer
Das suas folhas sobram chás
Porém de amores, não dirás

As amoreiras regalaram-nos doces
Souberam, ser traiçoeiras foices
Que dilapidaram o pedestal
Enterrando o amor , no quintal

E do pé de manga , a desilusão
Que arrasou meu pobre coração
Foste embora sem me dizer
Eu fiquei, e nada pude fazer

Malubarni
Enviado por Malubarni em 23/05/2006
Código do texto: T161381

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Malubarni
Vila Nova De Gaia - Porto - Portugal
595 textos (118349 leituras)
2 áudios (277 audições)
3 e-livros (397 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:10)
Malubarni