Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Araucano Libertador

É chegada a hora de gritar
Que somos libertadores!
E que as nossas dores
Iam de sobremodo cessar.

Chega de perecer!
De não conhecer a vitória
Honremos a nossa história
Lutemos até morrer!

Guerreamos por uma esfera
E nosso inimigo é astuto
Usamos cores de luto
Mas as usamos para lutar

Um país unido
Por um emblema glorioso
Índio vitorioso
Que morreu pra ser imortal

Ricos e pobres
Juntos na arquibancada
A utopia estava realizada
Pois se abraçam pelo mesmo amor

Onze combatentes
Com o Araucano no peito
É hora do pleito
Não fugiremos jamais!

São noventa minutos
De uma batalha inteligente
Pois une corpo e mente
Para a vitória alcançar

Rompe-se o grito
Do monossílabo desejado
Alegria e regozijo exagerado
Um a zero no placar


O tempo passa...
Mas ele é aliado
E o palco vai sendo formado
Para a grande festa aflorar

Um segundo grito é entoado
Estamos perto da redenção
Explode a alegria no coração
Do povo recém saído da repressão

Minuto oitenta e oito
A batalha está terminando
Mas na guerra estava entrando
Um combatente especial

Era o mais jovem
Deste exército triunfal
Que faria no minuto final
Mais um grito anunciar

Acabou a guerra!!
Vamos todos celebrar
Praças e ruas vamos tomar
Pois a derrota para trás está

Grito feliz
Bem alto e com amor
Tenho orgulho de ter no peito
Um Araucano Libertador.
Marcos Toledo
Enviado por Marcos Toledo em 23/05/2006
Código do texto: T161468
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Toledo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 33 anos
6 textos (364 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:48)
Marcos Toledo