Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A mulher se libertando do tédio

[Como voa para longe o tédio, quando um homem nos faz assédio.]
                                            Nietzsche

No ponto de ônibus,
Duas belas moças
Calças e jaquetas jeans
Tudo muito justo
Delineando o relevo perfeitamente irregular

Cabelos lisos
Botas de couro
Brincos escandalosos
Bonecas moldadas pela moda imperativa

Homens passam pela avenida
Nos carros, caminhões e motos
Até o senhor de bicicleta
Deu uma olhadela e suspirou

As pombinhas ciscavam distraídas
fingindo que nada viam
Conversando sobre futilidades

Não davam bola para os galanteios
Sabiam que eles queriam apenas sexo
Ora! Eram mulheres e não objetos!

Então qual o motivo de estarem felizes?
Ser notada e percebida
é uma das maiores pretensões femininas
Melhor se acontecer por boas razões
Neste caso, a atração pelo corpo

Acédia é tomada pelo assédio
O tédio pela comédia
O melhor de tudo isso?
Provocar a inveja!
Bobo da Morte
Enviado por Bobo da Morte em 23/05/2006
Reeditado em 24/05/2006
Código do texto: T161512

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bobo da Morte
Maringá - Paraná - Brasil, 29 anos
55 textos (2818 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:39)
Bobo da Morte