Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O valor que eu paguei por te amar
É o mais elevado que um mortal poderia suportar
As horas de angustia e dor ,o pranto que rola ainda hoje
Transformando-me em ser condenado, enclausurado ....

Difícil me libertar ...

Escolhos cobrem o chão por onde ando machucam a cada passo
Arrasando   o meu coração de angustia
Desertando de minha alma toda a alegria
Ficando somente a vontade da eternidade encontrar.


Cair em um sono profundo e nunca mais acordar
Anestesiar todo o sofrimento
Esquecer todos os meus gemidos
Deixando nascer da morte a paz.


Conseguindo finalmente te  esquecer
As águas do rio que correm directo ao mar
Que o abraça com imenso carinho e paz
Quero isso, o abraço solitário que o rio recebe do mar.

Desaguar de vez todas as águas que escoam em meu espírito
Para acabar de resgatar esse Karma em meu Darma que resulta na  tua desafeição
Chorar todas as lagrimas que renovam com suas águas o oceano
Gotas cristalinas de pura purificação ....
Wanda Ayala
Enviado por Wanda Ayala em 23/05/2006
Reeditado em 23/08/2006
Código do texto: T161574

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Wanda Ayala-www.recantodasletras,.uol.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Wanda Ayala
Portugal
425 textos (36702 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:30)
Wanda Ayala