Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A merce do destino

Quando sonho com voce,
quero logo acordar pra conferir
se real ou ilusao.
Abrem-se meus olhos,
nao te vejo.
Logo tento dormir novamente
pra voce voltar pra mim.
Quando nao consigo,bate em meu peito
uma angustia estarrecedora.
Levanto-me,tudo ao meu redor
me direciona ao estado de solidao.
Solidao que me deprime,
que me coloca em xeque.
Estaria o mundo me desafiando?
Abro as janelas,
o sopro divino da brisa do mar
invade meu corpo.Me hipnotiza.
Agora nao sei mais onde estou,
nao sei mais quem eu sou.
Sinto frio,
meu corpo parece flutuar.
Quando vejo,estou prestes
a adentrar um lindo campo florido.
Meus pes nao tocam o chao.
Comeco a ter visoes da minha infancia,
vejo meu pai,vejo minha mae,
estou pulando de alegria.
E um belo dia,o ceu esta limpo.
No horizonte,avisto um passaro,
decido-me a perseguilo.
De repente ele para,
pego ele nas maos e acordo.
Volto a minha realidade.
Estaria um anjo me direcionando?
Meu coracao se acalma,
logo tento descobrir o que esta acontecendo.
No radio toca minha cancao favorita,
novamente comeco a ficar tenso.
Definitivamente nao sei quem eu sou,
inconscientemente comeco a caminhar.
Esperem!Nao reconheco este lugar!
Mas ja nao ha mais forcas pra resistir,
fecho meus olhos,
e deixo a vida me levar...



Pessoal,fiz esse poema para uma pessoa muito especial pra mim.Ela si chama Mariana .
Branko
Enviado por Branko em 24/05/2006
Reeditado em 25/05/2006
Código do texto: T162253
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Branko
Cubatão - São Paulo - Brasil, 34 anos
1 textos (58 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:33)
Branko