Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM POEMA (ainda mais…) PESSOAL

A ti, porque há coisas que passam quando não passam de todo
UM POEMA (ainda mais…) PESSOAL

Do céu estrelado
Caiu uma pena
Que eu quis guardar
Dela saiu sangue
Que eu pensava
Nunca mais ir deitar

Nos quadros que pinto
Que estou sempre a pintar
Vejo-te sempre nessas telas
Pois para mim sempre foste
De todas a mais bela

Duma história
Que conto
Não paro de contar
Sendo tu a principal personagem
Duma inverosimilhança enorme
Onde o lugar demasiado comum
Constituía no terrível exercício
De eu deixar de te amar

Num enredo e dramas
Sem ponta por onde pegar
E pontos de vista
Onde ninguém se poderia
Identificar

Pois por toda a beleza
E encantos
Que eu tentava criar
Não procurava outra coisa
Senão a ti encontrar


Por isso ressuscitei
A tal pena
E na areia do mar
Fiz um rascunho duma existência fundamental
Deixei a mensagem para as ondas

Um poema (ainda mais…) pessoal

Poema protegido pelos Direitos do Autor
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 25/05/2006
Código do texto: T162557

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5079 textos (170375 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:18)
Miguel Patrício Gomes