Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEIXEI DE TENTAR




Deixei escorrer por entre os dedos
os bens possuídos que nada eram
além de breves sonhos perdidos...

Deixei que flutuasse solto no espaço,
o meu pensamento,
que se perdia a todo o momento...

Deixei recuar lembranças
de um meu passado já distante
que já era ido, esquecido...

Deixei calar a minha voz sofrida
diante de tanta violência,
dor, demência...

Deixei que tudo se acalmasse,
então fechando os olhos,
apenas  sonhei...

Deixei que tudo voltasse ao normal
que deveria fazer parte do meu sonho
e do meu pensamento...

Deixei de tentar possuir algo de real,
ma, somente a dor me tangia
e, como folha solta, eu ia...

Deixei de ouvir os lamentos alheios
e, entre um lamento e outro,
o meu se  perdia...

Deixei de ser apenas eu quem queria,
e assim segui o meu caminho
e, seguindo, fui sozinho...

Deixei de escutar palavras sem sentido,
e tentei encontrar minha razão
e então sozinho andei...

Deixei de  tentar entender  o pensamento alheio
e  fiquei com receio de entender o meu
e então me perder em devaneios...

Deixei simplesmente de  tentar entender
e passei a viver de forma livre,
sem compromisso  e, com isso,
deixei de sofrer.


21-05-05-VEM-


Vanderleis Maia
Enviado por Vanderleis Maia em 27/05/2006
Reeditado em 09/04/2009
Código do texto: T163804
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vanderleis Maia
Imperatriz - Maranhão - Brasil
1412 textos (110805 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:26)
Vanderleis Maia