Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESSE JEITO


É bem assim,
O amor não quer estar aqui,
O frio afasta você de mim,
Dois corações já foram uno,
Sendo congênitos nos simples detalhes.
É bem assim,
O que antes foi tudo,
Agora se esvaiu,
Surpreendentemente vazio.
O que foi de bem,
Sucumbiu-se em tristezas,
Não sucedeu minhas alegrias,
É bem assim,
Feito livro empoeirado,
Perfume mal acabado,
Goteira em dia de chuva.
É bem assim,
Reboco na construção,
Chamada na secretária,
Luz de vela apagada.
É bem assim,
Soluço de madrugada,
Batida na contramão,
Garoa em sol de verão.
É bem assim,
Carteira sem pagamento,
História sem cabimento,
Velório sem falecimento.
É bem assim,
Tempestade em copo d’água,
Pão sem manteiga,
Inverno sem namorada.
É bem assim,
Como um cd aranhado,
Aniversário sem bolo,
Dançar desacompanhado.
É bem assim,
Tv em preto e branco,
Música de uma nota só,
Almoço sem sobremesa.
É bem assim,
Barulho em sala de aula,
Celular sem cartão,
Intento sem intenção.

Rodfalcão
Enviado por Rodfalcão em 27/05/2006
Código do texto: T164351
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rodfalcão
Anastácio - Mato Grosso do Sul - Brasil, 43 anos
3 textos (97 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:54)
Rodfalcão