Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Través

Cedo
desde de cedo escrevo sem parar
E não consigo conter o desejo
Saciar a vontade

Em todos penso
quero saber dizer
a verdade inteira
a cada um
e só pra uns
importar meu tudo

Sangrando palavra por palavra
deixo esvair tal possibilidade

me sinto só
Que a agonia não me abandona

Não é sempre
mas veja
o mundo parece,efetivamente,tão errado

tão faminto
amedrontado

Peço ao ar
que sopre um verso
me entrego
e espero escutar o tempo

a letra, a virgula
o hiato

sinto saudade sua
Isso é um fato
Tatiana Cobbett
Enviado por Tatiana Cobbett em 30/05/2006
Reeditado em 30/05/2006
Código do texto: T165707
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tatiana Cobbett
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 56 anos
586 textos (22009 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:24)
Tatiana Cobbett