Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amazonia

AMAZÔNIA

É triste ouvir a serra,
Que o verde destrói,
É triste ver a fumaça,
É o coração do Brasil que sangra.
Perguntamos: Será que dói ?

Não. No momento ainda não,
Não encontram erro no que fazem,
É a asa do progresso, Que pousa sobre a Amazônia,
Como a grande ave de rapina,
Pousa sobre sua presa.

São homens sentimentais,
Contemplam as frondosas árvores,
Sua morte. Sua queda é música
Para seus ouvidos.
Onde chegamos ?
Ouvimos o lamento do Amazonas,
Do Solimões que aos seus pés,
Está a destruição

É conseqüência do progresso,
É conseqüência da ganância,
Onde está a ordem ?
É ignorância, pura ignorância.

Dos Andes gelados até a foz no Atlântico,
A beleza de seu percurso e suas canções,
Em sua água limpa ouvimos seu grito de lamento,
Salvem o Amazonas. Salvem o Solimões.
Valter Figueira
Enviado por Valter Figueira em 30/05/2006
Código do texto: T166116
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Valter Figueira
Carlinda - Mato Grosso - Brasil, 48 anos
39 textos (2147 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:49)
Valter Figueira