Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cianureto

Dai-me ó mulher, este cianureto!
Dai-mo que esta vil vida não me importa!
Olhai no espelho esta figura morta
Da qual me restará só o esqueleto.

O espírito: entreguemo-lo ao capeta
Pra uma festa de dor... e que me importa?
A agonia já bate à minha porta:
Apanha o meu chapéu e a capa preta!

Cremai-me as pobres tripas sem defesa
E o resto da carcaça... que me importa!
Fazei com meus pedaços uma torta
E sirva alegremente à sobremesa!
Henrique de Castro Silva Junior
Enviado por Henrique de Castro Silva Junior em 01/06/2006
Código do texto: T167082
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Henrique de Castro Silva Junior
Paracambi - Rio de Janeiro - Brasil, 37 anos
51 textos (6439 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:34)
Henrique de Castro Silva Junior