Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SECOS SERTÕES

Numa terra sem água
Enxergo um povo com sede
Vivendo do nada
Não vendo o verde

Eles querem fugir
Mas o jumento já morreu
A única vaca se desmanchou em ossos
O último pássaro padeceu

Eles estão aprisionados
Uma família sem um caminho para seguir
Uma família tão grande
perdida no fim

O ar quente traz à morte
Sem água,à mãe não derrama lágrimas
Na tristeza e na dor
De uma vida ressecada
Paulo Pauta
Enviado por Paulo Pauta em 03/06/2006
Código do texto: T168554
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Pauta
Fortaleza - Ceará - Brasil, 28 anos
49 textos (1644 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 00:58)
Paulo Pauta