Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEMPO


Tempo...chicote que açoita a alma
Ferindo o corpo, dilacerando.
o tempo mesquinho sempre vence
O tempo é louco,irresponsável,inumano
não escolhe quem deve ser ferido,
atinge o corpo com seus intentos
vai fundo no ego
massifica,não tem paciência
mesmo que corras, te espera no local da chegada
mesmo que fiques, te mata no banco sem piedade
precisa viver-se o tempo
sem que te humilhe contra o vento
e morra na geada penando.
O tempo é o amor jogado fora
em poesias apaixonadas e vazias
unquento da alma, outrora ferida,
hoje dilacerada e inútil

JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES
Enviado por JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES em 05/06/2006
Código do texto: T170116
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES
Eldorado do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil, 54 anos
216 textos (80533 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:22)
JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES