Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO O CORPO PRECISA A ALMA CONSENTE

Autora – Regilene Rodrigues Neves

Teu cheiro ficou no meu lençol
Impregnado do teu desejo
Meu corpo acariciado
A entrega incontida em movimentos
Ora suave ora voraz de vontades
Buscamos um ao outro
No dispersar da solidão...

Encontramo-nos em carinhos e carências
Soltamos nossos corpos
Ao encontro de um mesmo querer
Não importa se haverá amanhã
O agora foi preciso acontecer
Mesmo que seja por mero prazer

A porta aberta deixa entrar
E abriga quem procura pouso
Num coração deserto
Acalenta e responde
Cheio de amor pra dar

Deixei viver...

A realidade me tocou
Acariciou-me abrigou-me de carinho
Senti a vida percorrendo em minhas veias
Um novo pulsar de esperança...

Ainda tenho fogo
Que arde em labaredas
Que crepita na lareira
Em noites de inverno
Que inflama se tocado
Que responde se provocado

A mulher em mim é vida
Que não se entrega a morte
Por abandono, ela é fibra latente,
Em corpo ardente confesso de emoções
Sopro a poesia de um momento real
Mesmo que só vivido pelo verso carnal
A rima foi fatal ainda que em sexo banal

Quem não se entrega aos desejos
Nega-se o encontro que se encontra
Também num mero momento
O amor é prece de corpos sedentos
De anseios intrépidos que se acham e se encaixam
Mesmo que sem formulas exatas
De meros encontros de um destino sem destino...


Fazer amor é um louvor do corpo
Que expõe a alma, mas nos carrega de energia,
O sangue corre nas veias e nos devolve
 Ao leito do rio para navegarmos e nos rebojos
Saciarmos nossa sede de mar e amar e amar...

Em 05 de junho de 2006


regipoeta
Enviado por regipoeta em 06/06/2006
Reeditado em 06/06/2006
Código do texto: T170169

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
regipoeta
Goiânia - Goiás - Brasil, 54 anos
1312 textos (134421 leituras)
22 e-livros (7176 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 06:05)
regipoeta