Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REFLEXÃO...

Aquele cara insistente
Vendo a vida logo à frente
Parou para o céu contemplar
E uma estrada trilhar

Tristeza deixou pra trás
Num banco qualquer do passado
Pois tristeza foi seu legado
Lembrar do menino, jamais

É agora, chegou a hora
O jovem vai recomeçar
Por entre as entranhas da vida,
Só um peito a palpitar

Ah meu Deus, quanta saudade
Da infância que não vivi
De Mamãe, nenhum sorriso, nem liberdade
Meu Pai, eu nem conheci

A meu Pai, uma singela homenagem a sua irreverente juventude.
O Guardião
Enviado por O Guardião em 08/06/2006
Reeditado em 23/12/2007
Código do texto: T171600
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Guardião
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
364 textos (34445 leituras)
13 áudios (2409 audições)
2 e-livros (1988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:17)
O Guardião