Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dono de nada

DONO DE NADA

Não sou dono de nada
Minhas jóias...caras, presenteadas, compradas, belas ou insignificantes
aqui ficarão para outros adornarem
Minhas roupas...sensuais, ousadas, sérias ou recatadas
aqui ficarão para  outros corpos cobrirem
Meus sapatos...novos, coloridos, elegantes, fora de moda ou gastos
aqui ficarão para outros pés resguardarem
Meu carro...potente, confortável, antigo, ou com motor fundindo
aqui ficará para o ferro velho ou outros transportar
Minha casa...grande, pequena, arrojada, simples
aqui ficará para outros abrigar
Meus livros... intelectuais, humoristas, criativos ou idiotas
aqui ficarão para outras mentes entreter ou aborrecer.
Meus discos...arranhados, inconfundíveis, emocionantes ou jamais ouvidos
aqui ficarão para outros ouvidos encantarem ou desolarem
Tudo é empréstimo que passará para outras mãos
quando eu passar. Então, de nada sou dono.
De tudo só levo meu pensar
que nada pesa, que nada custa
mas o bem mais caro
que jamais quero perder

Sam
Enviado por Sam em 11/06/2006
Código do texto: T173432
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sam
Angra dos Reis - Rio de Janeiro - Brasil
212 textos (20696 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:07)