Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Teatro

Teatro

É estranho viver essa vida que não é minha...
É como se fosse um teatro... Sem fim...
Aonde tudo tem que ser perfeito, mas nada é.
Ainda posso sentir a dor e há incerteza do que houve,
Nada tem dado muito certo sabe
...Eu vivo mentindo... Pra mim mesma... Para os outros,
E até chego a acreditar nestas mentiras
Como gostaria de ser feliz...
De que minha história terminasse como nos livros... Sempre bem.
Gostaria de saber viver sozinha...
De não querer mudar tudo na minha vida...
Todos parecem sempre tão bem.
Quando me olho no espelho, vejo apenas alguém digna de pena.
Querendo ser bela, sem ser...
Querendo ser amada, sem ser...
Vivendo de sonhos... Alguns que nunca existirão.
Faz tanto tempo que não vejo o sol nascer, rindo... Divertindo-me.
Quero que todos me notem... Mas sem ninguém perceber quem eu sou...
Pois eu sou tão diferente do que eu gostaria de ser...
Tinha tantos planos...
Queria ser tantas coisas diferentes... Mas nunca quis ser uma atriz...
E foi isso que me tornei... Vivendo algo que nunca aconteceu... Sofrendo. Uma dor que poderia ser evitada...
E nem uma boa atriz eu sou!
Pois quando as luzes se apagam... Ainda posso sentir o cheiro e a dor... Daquele momento.
Queria poder ser eu mesma... Mas será que gostarão de mim?...Será que eu gostarei de quem me tornei?
Será que um dia isto sumirá? Essa estranha dor que existe em mim?
Sinto saudades de quem eu era!
De acreditar! De querer amar... De querer ser amada... Pois desta história eu parei de acreditar!
Esse sonho eu sei que nunca mais existirá.

21/08/04

Vivian Drecco
Enviado por Vivian Drecco em 12/06/2006
Código do texto: T174353
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vivian Drecco
Guarujá - São Paulo - Brasil, 32 anos
46 textos (2539 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:14)
Vivian Drecco