Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESTAÇÃO "SÃO PAULO"


Chegou mais um verão
e a cidade continua
a sempre e eterna
São Paulo da garoa.
Seus chuviscos continuam caindo
todos numa boa...
Suas noites estão
Eternas e brilhantes:
_ e eu continuo sempre com sono!
Acho que é um sinal
que precede o outono.

Meus poemas continuam
embriagando as enxurradas
de outono;
neles renasço
e me interno!
Faço profecias,
Projeto reengenharias,
para me inspirar
no próximo inverno...

É quando irei procurar
por novas experiências
e São Paulo, como sempre,
desafia a tecnologia e a ciência.

O radar meteorológico informa:
São Paulo com clima ótimo
instiga a todos
novos poemas e criações.
É o sinal que faltava
para anunciar a primavera
trazendo as mais belas e novas canções.

Nesta São Paulo
linda e estonteante
eu escrevo mais um poema
e canto mais uma canção.
Nela eu deposito
os meus mais profundos segredos:
“o meu diário” e
o pentagrama de minhas próprias palavras!

Estação São Paulo!
Somente em seu outono é que as folhas não caem
fugidias
e na sua primavera
flores, aromas,
cores,
João e Marias
continuarão se amando,
ácidas noites,
cinzentos dias.

Enquanto isso milhares de pessoas continuarão
frente-a-frente
dentro de algum trem de metrô
transportando-se,
coisas,
indiferentemente!

by Wildon
13/06/2006
WILDON LOPES
Enviado por WILDON LOPES em 13/06/2006
Código do texto: T174894
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("você deve citar a autoria de AVIENLYW e o site www.wildon.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
WILDON LOPES
São Paulo - São Paulo - Brasil, 57 anos
269 textos (14459 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:23)
WILDON LOPES

Site do Escritor