Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UMA SÓ PALAVRA - NEVER



Abnego-me de vê o teu retrato,
Sustentável nas páginas da visão,
Latente em cada folha abstrata,
Ardência da minha última paixão,

Exaure, ainda, o sumo da ideia,
Imagem refletida sem combustão.

Assentindo, vai, vai partindo,
Nos meus pobres reflexos,
Sem qualquer imaginação.

Atordoa a prancha nas águas,
Desliza a minha embarcação,
Tirando ondas sem precaução,
Não é tua a praia na ebulição.

De revés bate e recua,
Na meia-tigela de mão-cheia,
Flutua o intento na vazão,
Orbitais arregaladas n`aflição.

Não passo na tua teagem,
Eu não quero mais sentir,
Nunca mais, nunca mais...
O espelho de tua miragem,
No meu peito, não irás poluir.






ERASMO SHALLKYTTON
Enviado por ERASMO SHALLKYTTON em 14/06/2006
Reeditado em 26/09/2011
Código do texto: T175545
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ERASMO SHALLKYTTON
Caxias - Maranhão - Brasil
4168 textos (2055864 leituras)
1 áudios (971 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:44)
ERASMO SHALLKYTTON

Site do Escritor