Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mar de incertezas

Estou navegando num mar
No qual tudo é ruim
Navego num barco grande
Porém com muitos orifícios por onde mina água
Tornando o naufrágio evidente

O barco é grande, mas estou sozinha...
Sozinha, triste e com medo
Procurei teu olhar, em busca de segurança
Que só teus olhes são capazes de transmitir.

O mar a minha volta é imenso
Só eu, ele e aquela vulnerável embarcação
Que a pouco me levaria para o fundo daquela imensidão.

É o mar de incertezas
Que me traga junto com o navio da insegurança para si
E sem a certeza do seu carinho,
Sem a certeza do teu olhar, Passando tudo que preciso...
Ah, com certeza me afogarei.

Ora, onde você poderia estar?
Onde e fazendo o quê que não me ouve gritar e chamar...
Implorar... Implorar por ti, por tua mão, por teu afago...
Por teu olhar, meu bem...

Estaria num lugar longínquo? Não sei...
Estaria sozinho? Não sei...
Estaria pensando em mim...? Infelizmente não sei...
Mas se me afogar que saiba
Que os últimos minutos que vivi
Vivi pensando em ti...

escrito em 15/04/06
Leila Barreto
Enviado por Leila Barreto em 16/06/2006
Código do texto: T176312
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Leila Barreto
Salvador - Bahia - Brasil, 30 anos
51 textos (4395 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:29)
Leila Barreto