Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O sino

O Sino geme ao tocar oito horas
Ouço o triste som da despedida
Aceno para vida, chegou minha hora

Vejo a lua acender estrelas
A brisa suave traz o sono
E eu, não sei como, tento detê-la

Teu braço frio é mais forte
Ouço pela última vez o sino
derrotado, aceito meu destino
E me cubro com o manto da morte

Pela manhã, encontram o corpo que jazia
pobre homem, disseram, ele não merecia

Tolos, não sabiam a magia do momento
Minha alma, agora, viaja no vento
Levando ao mais distante ouvido
No constante assobiar, a doce canção do sino
William Gali
Enviado por William Gali em 17/01/2005
Reeditado em 22/01/2005
Código do texto: T1774

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (André William Santos ( Pseudônimo: William Gali )). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
William Gali
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 34 anos
38 textos (3723 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/16 12:29)
William Gali