Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Volúpia dos corpos

O doce toque de tuas mãos são suaves como plumas
Teus beijos são doces como o mel
Quando estou em teus braços nada mais existe
Somos só nós dois no universo
Teus olhos brilham
Nossas bocas nos exploram
Sinto o fogo do desejo em nós
Com calma percorres meu corpo
Descobrindo cada nuance de mim
Me fazendo vibrar a cada caricia que vem de ti
Tudo em nós encandece
Sinto teu gosto
Teu perfume
A rigidez do teu corpo
Enlouquecemos um no outro
Palavras sem nexo
Misturadas à volúpia dos corpos que nos inebria
Soltando a fera que habita em nós
Teu corpo pesando no meu
Me fazendo estremecer
Eu, gritando e adorando cada movimento teu
Entre sussurros o gozo nos toma
Corpos molhados
Saciados
Olhos nos olhos
Palavras de amor
Juramos amor eterno
Brincas com meus cabelos
Acaricio teu rosto
Assim permanecemos
Agarrados, colados um no outro
Sentindo o calor de nós
Nos chamando
Para novamente nos amar
Até o novo dia raiar...

***

ÐäMå Ðë ÑëG®ö

Apenas uma mulher que já riu, amou, se entregou e chorou.
Escrevo o que sinto, como sinto quando sinto.
Longe, muito longe de ser uma poetisa sou apenas alguém que sente!

***

Beijos

***
Dama De Negro
Enviado por Dama De Negro em 19/06/2006
Reeditado em 19/06/2006
Código do texto: T178442

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dama De Negro
São Paulo - São Paulo - Brasil
1890 textos (146139 leituras)
2 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:01)
Dama De Negro