Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONFISSÕES DUM PROFESSOR

Professor que um certo dia
saído de um tal exame
concentrado, que nem via,
foi p’ ra outra sem reclame.

Depois da tarefa feita,
em dois tempos s’ endireita,
vai dali p’ ra capital
esquecendo qu’ afinal
ainda tinha outra receita.

Os ditames não previu
do encontro em reunião
foi por isso qu’ esqueceu.
Nem de tal lhe presumiu
que daria confusão
e a ausência aconteceu.

Bem ‘speraram os seus pares
um milagre acontecer
mas do dito nem sinal...
Acordou-se entre esgares
outro encontro ter qu’ haver
por já ser tradicional.

Pois alguém s’ esta soubesse
e no que deu um tal axioma
mandaria p’ ra Mafoma
o proveito que lhe desse.
Logo, a haver de penitência,
cá bem basta esta ocorrência.

Professor que nesta cai
aos colegas se confessa
não lhe passar p’ la cabeça
todo o mal que pr’ aí vai...
Sendo assim por culpa minha,
considerando o que daí venha
perdoem qualquer coisinha
não ligando ao mal que tenha!


Frassino Machado
In MUSA VIAJANTE
FRASSINO MACHADO
Enviado por FRASSINO MACHADO em 20/06/2006
Código do texto: T178852
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FRASSINO MACHADO
Odivelas - Lisboa - Portugal
1596 textos (43897 leituras)
20 áudios (813 audições)
2 e-livros (19 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:11)
FRASSINO MACHADO

Site do Escritor