Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

JOGO DA VIDA II

Não saberia dizer do amanhã se não fosse a totalidade em cada
momento vivido.
Não saberia do nada se não fosse o tudo que vivi.
De todos os caminhos percorridos.
Toda dor...tudo que foi gerado no dia a dia.
Hoje, me pergunto se valeu a pena.
Sim... Tudo é válido quando fazemos com amor.
E todo ato foi feito com muito amor.
Até o ódio sentido foi gerado do amor.
Ninguém entende a intensidade do”E” dentro de cada ato
vivido
Muitas vezes sentimos o nada dentro de nós, mas o nada não existe.
São  momentos não vividos ou vividos em desarmonia.
Às vezes, desintegramos da rota,
Deslocamos do nosso girar e percorremos mundo de trevas.
Ai tudo perde o seu colorido e mescla em tédio, angustia.
O conflito passa a dominar o nosso eu.
São caminhos que não tem sentido de serem percorridos.
São cores que perderam sua tonalidade natural e  tornaram opacas como o nada.
São flores que perderam seu aroma verdadeiro.
Passaram simplesmente a serem enfeites sem vida num jardim qualquer.
São águas que se turvaram  deixando de saciar a verdadeira sede.
Tudo tem que estar em harmonia para vibrar energia e luz maior.


ZEL
Enviado por ZEL em 21/06/2006
Código do texto: T179525
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ZEL
Aparecida de Goiânia - Goiás - Brasil, 69 anos
311 textos (33936 leituras)
8 e-livros (803 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:49)
ZEL