Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESABROCHAR, SEMPRE

Cheiro
Vida
Natureza
Olhar...
Quando não se tem por que e para quem escrever, ainda assim é preciso ser feito!
Em nosso ânimo sempre há uma aspiração, uma dor que não se quer...
Um filme gravado que às vezes não precisa ser visto
E o cinema da tua vida insiste em pôr em cartaz
Na tua tela de exibição deve estar sempre nítido que viver é um desabrochar,
Onde as pétalas pendem
E os espinhos se conformam, simplesmente adormecem
E de alguma forma se vão...
Nesse desabrochar a fotossíntese é feita a cada dia com a força do teu olhar...
Natureza...
Vida...
Cheiro...
Continuemos, então, desabrochando.
Sempre e tanto!
Silvia Oliveira
Enviado por Silvia Oliveira em 19/05/2005
Código do texto: T17968
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Silvia Oliveira
Itália, 40 anos
4 textos (356 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:57)
Silvia Oliveira