Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Balaio de gato

É balaio de gato
É cumbuca de macaco
É onde a porca torce o rabo
O samba está esquisito
E eu aqui
Desprevenida
Pé que é um leque e sem sapato
Meu nego saltou de banda
Me deixou, só, com os bambas
Coisa pra desconfiar
Depois é ladainha
Nhem..nhem..nhem
No pé do ouvido
Até o dia clarear
Olha se dá

Eu cheguei cedo
O salão estava vazio
Tinha até uma vassoura
Fiquei cabreira
Achei que a bruxa vizinha
Tinha esquecido o avião
Quando a cuíca gargalhou
Eu relaxei
Quando a poeira levantou
Aí pirei
E só agora me toquei
Que o tititi
Pode acabar em confusão
Ora se não
Tatiana Cobbett
Enviado por Tatiana Cobbett em 20/05/2005
Código do texto: T18333
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tatiana Cobbett
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 56 anos
586 textos (22009 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:01)
Tatiana Cobbett