Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Toda Máscara

Nem sei porque me falas desse jeito.
Esse é meu peito,é assim que sei amar.
Quando digo que sou toda sua, mereces ?
Entregar para você todo o meu ser!

Será que sabes querer-me inteira ?
Será que dás conta de me ter verdadeira ?
Tire suas máscaras, te prometo sou sua.
O meu corpo sempre te pertenceu.

Nossa entrega não é só biofísica.
São tantos corpos num só corpo psicofísico,
entrelaçados bioquimicamente num só corpo.
Quero sua humanidade desprendida da matéria.

Onde resides neste lado psicoespiritual ?
Fale o que sentes das suas verdades, o que aspiras.
Com a emoção de quem vai ficar porque me ama.
Deixe eu segurar sua mão, sem razão para partir.

Quero teu riso aberto nesse coração que sei é meu.
Eu preciso dessa sensação de te fazer feliz.
Jogue fora as máscaras que o tempo forjou.

Maculando o teu ser que adoeceu de medo do amor.
Desse amor que te ama.
Tirei minhas máscaras para ser feliz.

(direitos preservados)
lei-9610/1988-art.184
Vera Martins Itajaí
Enviado por Vera Martins Itajaí em 27/06/2006
Reeditado em 08/08/2006
Código do texto: T183343
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vera Martins Itajaí
São Paulo - São Paulo - Brasil, 63 anos
43 textos (2366 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 16:13)
Vera Martins Itajaí