Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

São de espanto os olhos

São de espanto,
Os olhos

São procura,
Desejo de fuga

São de medo,
Os contornos
Dos lábios,
Estremecimento de
Pétalas –

Na garganta
Aprisionada, como
Gavinhas de aço,
Sufocando
A pergunta

E são de sangue,
As unhas,
Debatendo-se

As pernas,
Contorcendo-se,
E as roupas (agora trapos,
Tecido-timidez),

Após o rasgo,
Da lâmina e
Da penetração,
Assassina

Rosa abandonada,
De braços em
Concha

Fechando-se,
Chamando,
A si, a dignidade –

No tapar
A nudez,
Aos olhos-pedra,
Da Cidade

Jorge Humberto
in A Cidade 1ª parte O Membro
Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 02/07/2006
Código do texto: T186118
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 50 anos
2622 textos (66671 leituras)
22 áudios (937 audições)
13 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:10)
Jorge Humberto