Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Perdidos na Tradução

Como é difícil sintonizar uma mente
É missão para poucos, quase ninguém
Traduzir o que pensa para aquele que sente
É uma ponte em ruínas que leva ao além.

Um dia nos foi cobrado não correr da conversa
Ser sensíveis, dispostos e dar compreensão
Mas que louco, esse mundo e sua sorte dispersa:
Caí em um país onde não impera a razão.

Sou fortemente cobrado pelo que nunca tive
Não sou considerado ser pago pelo que ofereço
Aqui o valor não é o que se convive
Aqui o amor não encontra seu preço

São distantes os portos e difíceis estradas
Os frutos não se sabe em que tempo aparecem
São abertas as rochas, a golpes de enxada
As flores só dentro de cavernas florescem

As pessoas só gostam de conversar
Com quem como elas não sabe se achar
E quem tem a paz é motivo de guerra
Aqui só sucede quem mais tanto erra

Nesse grande país dos mal-resolvidos
Há perseguição contra a felicidade
Os alegres e simples são quase agredidos
E a capital é uma grande cidade

A memória geme em cada esquina
Os carros nas ruas buzinam de mágoa
A culpa estampada em cada vitrine
Das fontes sai choro em vez d'água

Por vontade própria, visitei esta terra
Só por que sei o caminho pra voltar
Pra meu país, onde aquele que erra
Recebe a senha pra recomeçar

Tentei convencer o povo daqui
Que a vida é mais que perder,
a perdoar a si mesmo e aprender a cair,
Que ser feliz é melhor que sofrer

A cada momento, procuro em vão
Ver se alguém deu ouvidos a mim
Se alguém aprendeu a lição
Se a tristeza daqui vê um fim

Não encontrando ninguém, partirei
Bato as asas no primeiro vento
Sem problemas pois então saberei
Que ao menos plantei sentimento

E se um dia verificarem o chão
Das terras por onde passei
Vão ver que deixei sempre um grão
E que as sementes que eu semeei

Vão ser flores, querendo ou não
E mesmo que seja tarde demais
Nascerão daquele mesmo chão
E não das cavernas de tempos atrás.
Odemilson Louzada Junior
Enviado por Odemilson Louzada Junior em 03/07/2006
Código do texto: T186697
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Odemilson Louzada Junior
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 42 anos
299 textos (13660 leituras)
1 áudios (33 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:29)
Odemilson Louzada Junior