Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Drama de uma sertaneja

Eis que saiu na fria noite
Pelas ruas desgarrada
Com o coração ferido
E sua vida amargurada.

Nunca soube o que é amar
Pois nunca amou ninguém
Está cansada de chorar
Nesse mundo do além.

Mas lutou pra ser amada
Por alguém que a quisesse
E em várias madrugadas
Levantou as suas preces.

Uma nordestina vivida
Nessas bandas do sertão
Porém estava dividida
Entre o amor e a solidão.

Lutou muito na lavoura
Pra conseguir comer o pão
Uma velha agricultora
Com seus sonhos pelo chão.

Mas um dia revoltou-se
Tomou uma decisão
Decidiu viver sua vida
Lá bem longe do sertão.

Pegou rumo pra São Paulo
Capital canavieira
Trabalhou duro e dobrado
De segunda à sexta-feira.

Mas percebeu que estava errada
Sobre a sua decisão
Arrependida e desgraçada
Retornou para o sertão.

"Dispois de tudu qui fiz
 Me discuipo cum meu Deuzi
 Se eu morrê infiliz
 Num tem a quem dá meus pêzame.

 Mai cunfessu qui errei
 E pessu a vossa cremença
 Pelas terra qui prantei
 Pá minha sobrevivença.

 Mi dispido incuipada
 Cum meu coração nas mão
 Vô lutá na impreitada
 Mai num dêxo meu sertão.
HYLLTONN FARIAS
Enviado por HYLLTONN FARIAS em 04/07/2006
Código do texto: T187289

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HYLLTONN FARIAS
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 25 anos
6 textos (498 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:03)
HYLLTONN FARIAS